IMPRENSA

notícias

19/03/2019

Café Paliativo Integrativo do HA aborda suporte e apoio ao luto

Como lidar com as perdas? Seja perda pela morte, pela mudança, pela amputação ou perda social, o ser humano é factível a tê-las em um momento ou outro da vida. Mas a busca pelo aperfeiçoamento dos profissionais de saúde para o melhor cuidado e acolhimento nessa hora tão importante na vida do paciente continua. Na última quinta-feira (14/03), a equipe de Cuidados Paliativos do Hospital Aliança promoveu o Café Paliativo Integrativo com o tema “Suporte e Apoio ao Luto: um papel de toda equipe”.

 

Após a apresentação da enfermeira da equipe, Lícia Lima, quem trouxe aspectos relevantes sobre o tema foi a psicóloga responsável do Hospital Fundação do Câncer do Rio de Janeiro e sócia-fundadora do Instituto Entrelaços, Érica Pallotino, que fez um panorama geral das respostas de luto e dos riscos das pessoas enlutadas, como os familiares dos pacientes gravemente adoecidos.

 

“Ter uma equipe qualificada de Cuidados Paliativos hoje significa dar uma qualidade de vida dentro dos processos crônicos de adoecimento. Nós hoje temos uma medicina que prolonga a vida cada vez mais. Então, ter sempre uma equipe cuidadora sob os aspectos de dor e da sobrevida de qualidade é fundamental”, comentou.

 

Com o auditório lotado de profissionais da área de Saúde, o coordenador da Sessão e médico da equipe de Cuidados Paliativos do HA, Dr. Vitor Silva, reforçou o trabalho que é feito por toda a equipe. “Nossa ação não é só multiprofissional, é transdisciplinar, pois cada um conta com a ajuda do outro. Porque, a partir do momento que iniciamos alguma ação com aquele paciente e com aquela família, é muito bom que tenhamos um apoio de outra pessoa para nos ajudar, um outro olhar diferenciado e acolhedor. ”