NOTÍCIAS

Matérias

16/12/2019

Evitar e combater a desnutrição dos pacientes internados é foco do Serviço de Terapia Nutricional

A desnutrição é responsável por grande parte das complicações entre os pacientes internados no Brasil. Segundo levantamento feito pelo Inquérito Brasileiro de Avaliação Nutricional Hospitalar (IBANUTRI), a doença atinge em média 40% dos pacientes internados no país, aumentando progressivamente até níveis de 64% no 14º dia. Com o objetivo de aumentar a segurança e facilitar o processo de recuperação desses pacientes, o Hospital Aliança implantou o Serviço de Terapia Nutricional.

 

“Já foi comprovado que a desnutrição traz diversos prejuízos ao paciente internado. Por isso, é importante essa intervenção preventiva e curativa para que possamos, entre outros benefícios, reduzir o tempo de internamento e as complicações infecciosas, melhorar a resposta imunológica, reduzir incidência de lesão por pressão e risco de bronco aspiração”, esclarece Dr. Normand Moura, coordenador do Serviço de Terapia Nutricional.

 

O Serviço é formado por uma equipe multidisciplinar composta por um médico coordenador, especialista em terapia nutricional, Dr. Normand Moura; as nutricionistas Aline Santana, Aruani Vieira, Evane Sampaio, Gabriela dos Santos, Graciele Morais, Rita Ferreira e Vivian Nascimento; a enfermeira Mel Espinheira; e os farmacêuticos Deivid Gonçalves e Maria Pilar.

 

“Todos os pacientes internados passam por uma triagem e quando é identificado um paciente em risco nutricional ou já com desnutrição instalada, a equipe de terapia nutricional é acionada para classificar, avaliar qual melhor via para suporte e prescrever a terapia nutricional”, comenta a nutricionista Vivian Nascimento.

 

Diferente do Serviço de Nutrição Dietética (SENUT), o Serviço de Terapia Nutricional demanda soluções apenas para os pacientes que estão com risco ou já em desnutrição, aprimorando o cuidado centrado no paciente.