IMPRENSA

notícias

31/08/2018

Resultados do Protocolo de AVC do Aliança são apresentados a profissionais de saúde

O Time de Acidente Vascular Cerebral (AVC) do Hospital Aliança apresentou, nesta terça-feira (28/08), às 19h, no Auditório do Centro Médico Aliança, os primeiros resultados do Protocolo gerenciado para o rápido diagnóstico e tratamento do AVC. Implementado em abril deste ano, o Protocolo já mostrou resultados positivos. Houve uma redução de quase 50% no tempo de internação no comparativo entre abril e julho de 2017 e 2018. O tempo de porta-atendimento médio foi de 12 minutos, tempo porta-tomografia de 29 minutos e o número de atendimentos aumentou de 60 para 86 casos nesses quatro meses.  A proporção de indivíduos submetidos aos tratamentos de reperfusão (trombólise e trombectomia) aumentou seis vezes nesse período.

 

“Os resultados falam por si só. Conseguimos reduzir o tempo de internação do paciente de 10 dias e meio para quatro dias e meio. Uma redução de seis dias é um benefício enorme tanto para o Hospital, quanto para o paciente. Melhoramos nossa rotatividade e aumentamos a qualidade do atendimento, pois conseguimos atender mais rapidamente os pacientes e com um desfecho melhor”, afirma o neurologista e facilitador do Protocolo no Hospital Aliança, Dr. Jamary Oliveira.

 

Um destaque deste protocolo é a padronização dos processos e a atuação e empenho da equipe interprofissional formada por médicos, enfermeiros, técnicos, fonoaudiólogos, fisioterapeutas, assistentes sociais, nutricionistas e farmacêuticos.

 

“Todos esses resultados foram conquistados em 90 dias. Nossa intenção é que em dois anos o Protocolo alcance resultados ainda mais significativos no que diz respeito a salvar vidas e qualificar o pós-alta de muitos pacientes”, avalia o Diretor Médico de Qualidade do Hospital Aliança, Dr. Álvaro Nonato.

 

O evento contou com diversos profissionais de saúde como neurologistas, cardiologistas, cirurgiões vasculares, fisioterapeutas, dentre outros.

 

 

Paciente no Centro do Cuidado

 

Segunda causa de morte e a primeira de incapacidade no país, o Acidente Vascular Cerebral (AVC) é uma doença de instalação súbita que ocorre quando o fornecimento de sangue que vai paro o cérebro é interrompido em decorrência de um rompimento ou obstrução de um vaso, causando paralisia ou perda de função cerebral.

 

“Quando você implementa um protocolo deste tipo, consegue dar o melhor tratamento no menor tempo. Isso beneficia o paciente e as equipes, pois quanto mais rápido se consegue dar os tratamentos, mais eficazes e seguros eles são administrados”, comenta Dr. Jamary Oliveira.

 

As equipes do Aliança são treinadas para o atendimento do Protocolo Institucional do AVC, garantindo assim um tratamento rápido, eficaz e seguro para o paciente.

 

“Essa é mais uma iniciativa que coloca o paciente no centro do cuidado. Com o envelhecimento da população, fica evidente a necessidade dos hospitais trabalharem para atender esses pacientes. O AVC está entre as patologias que estão aumentando de prevalência e precisa de um cuidado coordenado, integrado, padronizado para que o desfecho clínico seja o melhor possível ”, finaliza Dr. Álvaro Nonato.