NOTÍCIAS

Matérias

06/04/2020

Hospital Aliança abre agenda adicional para ultrassonografia fetal

O período de prevenção à COVID-19 também envolve as futuras mamães. A atenção e os cuidados devem ser redobrados, entre eles a realização de exames de acompanhamento. Por isso, o Hospital Aliança abriu uma agenda adicional para os exames de ultrassonografia fetal.

 

Em um ambiente completamente seguro e afastado das unidades exclusivas para o Coronavírus, dispomos de equipamentos de alta tecnologia e profissionais especializados para realizarem um dos mais importantes exames com toda tranquilidade para a mamãe e seu bebê.

 

Confira os dias e horários para realização da Ultrassonografia fetal:

• Às segundas-feiras, das 14h às 17h45;

• Às sextas-feiras, das 14h às 17h45;

• Nesta sexta (10/04), atenderemos excepcionalmente das 8h às 11h45.

 

“São exames de acompanhamento importantes para orientar os obstetras sobre questões clínicas, cirúrgicas, obstétricas fetais e genéticas da mãe e da criança”, ressalta o especialista em Medicina Fetal e ultrassonografias 3D e 4D, Dr. Harrison Zold.

 

Dr. Harrison explica quais os acompanhamentos indicados conforme o período da gestação, além do que é possui observar em cada exame:

 

1. Exame: Ultrassonografia Transvaginal;
Período: 1°trimestre (entre 6 e 10 semanas);
O que identifica: Médico fetólogo avaliará se a gestação está dentro do útero, idade gestacional, número de fetos – se a gestação é de gêmeos idênticos ou não.

 

2. Exame: Ultrassonografia morfológica com dopplerfluxometria;
Período: 1º trimestre (entre 11 e 14 semanas);
O que identifica: Anatomia fetal detalhada, confirma a idade gestacional, avalia parâmetros ultrassonográficos que permitem calcular riscos de anomalias cromossômicas (risco para Síndrome de Down, entre outras), de pré-eclâmpsia e de restrição de crescimento intrauterino. São também estudadas a quantidade de líquido amniótico, a posição e as características da placenta.

 

3. Exame: Ultrassonografia morfológica com avaliação do colo uterino;
Período: 2º trimestre (entre 20 e 24 semanas);
O que identifica: Crescimento e anatomia fetal detalhada, medição do colo uterino, especialmente se há alto risco para parto prematuro, além de parâmetros ultrassonográficos que permitem calcular riscos de anomalias cromossômicas (risco para Síndrome de Down, entre outras) e de crescimento intrauterino. São também estudadas a quantidade de líquido amniótico, a posição e as características da placenta.

 

4. Exame: Ultrassonografia obstétrica com dopplerfluxometria;
Período: Normalmente na segunda metade da gravidez ou a critério clínico em casos específicos;
O que identifica: avalia as circulações sanguíneas no feto, entre o feto e a placenta e entre a mãe e a placenta. Além disso, se avalia também a anatomia, o crescimento, a posição e a apresentação do bebê, a quantidade de líquido amniótico e as características da placenta.

 

Para mais informações sobre planos de saúde e agendamento, entre em contato com nossa Central de Relacionamento (71) 2108-5600.